EU NÃO PAREÇO COM VOCÊ

tatitibutcio.jpg

Vamos deixar uma coisa bem clara: NÃO SOMOS TODOS IGUAIS!

Como dizia Hilton Cobra, diretor da Cia dos Comuns,

"enquanto houver racismo no Brasil, não me exija brasileiro".

E eu acrescento: não me exija mulher, humana, nem nada que nos leve a acreditar numa utópica horizontalidade.

No Brasil se fala muito em igualdade, mas o próprio conceito entrega a opressão, pois quem é igual, é igual à alguma coisa ou à alguém. Sendo assim, um dos lados da equação sempre terá que deixar de existir para alcançar a dita igualdade. E a gente sabe bem que lado é esse que tem que ceder. O lado pro qual a corda sempre arrebenta.

Eu só consigo acreditar numa ideia de igualdade quando esta parte da compreensão e aceitação da diferença. Quando compreendemos a diferença entendemos em que medida nos igualamos. Essa sim é uma relação que pra mim parece mais justa porque verdadeiramente "igualitária".

Portanto, que bom que EU NÃO PAREÇO COM VOCÊ. Viva a diferença!

Tatiana Tiburcio

Instagram @tati_tiburcio