C3H8NO5P = o que é toxico para você?

blogpontog.JPG

Um dia desses me deparei com a seguinte manchete: “Cientistas afirmam que o “Glifosato” (C3H8NO5P) causará autismo em 50% das crianças até 2025!” 

Confesso a vocês que a primeira coisa que me veio a cabeça foi um trailer de um filme “a la Tarantino”, Pachamama: A Revanche!

albergue.jpg

A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) afirma que 70% dos alimentos in natura consumidos no País estão ‘contaminados’ por agrotóxicos“.

Pegando uma carona nas provocações das minhas colegas Hayde e Ana Garcia: “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio.” Como adotar uma alimentação preventiva se os nossos alimentos apresentam índices tão altos de contaminação?

O que me leva para um segundo raciocínio: quantas fontes de intoxicação acessamos diariamente?

Adotando o estilo “BUCKET LIST”, antes de “KICK THE BUCKET”, listarei as minhas fontes, convido vocês a escreverem as suas, segue: 

·      Sobre alimentos

o   Comprar em mercados, feiras e restaurantes que eu desconheça a procedência, o raciocínio sobre Vida (itadakimassu)

·      Sobre informação

o   Ler os comentários das noticias nas redes sociais

·      Sobre trabalho

o   Ter contato com pessoas que pautam suas relações baseadas em poder

·      Sobre espiritualidade

o   Perceber a proliferação dos estelionatários da Fé (Gurus, Pastores, Mentores, Apóstolos, entre outros)

·      Sobre sociedade

o   O sintoma de uma sociedade doente é uma farmácia em cada esquina, quando deveríamos ter uma livraria. Um segundo sintoma é a sociedade trocar os LIVROS por ARMAS

·      Sobre política

o   Constatar que não somos da escola do pensamento

·      Sobre educação escolar

o   INFORMAMOS cidadãos ao invés de FORMARMOS cidadãos

·       Sobre família

o   O desconhecimento da linhagem ancestral. Se não sabemos de onde viemos, fatalmente, não saberemos para onde vamos.

·      Sobre cultura

o   A ignorância induzida sobre a nossa cultura, os nossos valores, os nossos artistas

E por último, mas não menos importante, vincular SAÚDE ao tema DOENÇA, e não estilo de VIDA.

Qual seu plano de SAÚDE?

 

Everton Asao

Instagram @everton_asao